terça-feira, 14 de maio de 2019

Não há dias de pesca iguais

Viva rapaziada,

Nesta altura do ano tenho um pesqueiro onde costuma dar uns peixes ao fundo mas há que fazer o trabalho de casa e perder algum tempo a observa-lo para ver as movimentações das areias porque a morfologia do mesmo é mista.
Num destes dias as condições eram favoráveis e decidi fazer uma investida mas tinha um problema: as marés eram curtas e não possibilitavam a apanha de isco. Lá tive que andar de um lado para o outro e, finalmente, passados três dias consegui comprar 25 paus de isca em caixinhas.
Quando cheguei ao pesqueiro a maré já subia, montei as canas e decidi utilizar uma seda mais grossa visto não me parecer necessário grandes lançamentos. A estratégia resultou em pleno e saíram logo três peixes no primeiro lançamento, um em cada cana. Era raro o lançamento em que não vinha peixe, muitos deles devolvidos, mas à medida que a maré foi subindo rapidamente, também por culpa da praia se encontrar espraiada, houve a necessidade de baixar o diâmetro da madre para conseguir colocar as pescas no sitio onde o peixe andava a comer. Mais uma vez a estratégia deu os seus frutos e, apesar da existência de muito peixe miúdo, lá consegui ir amealhando uns peixes porreiros e compondo a pesca.


Claro está que no dia seguinte já lá estava novamente batido! Mas, para espanto meu, deparo-me com uma arte de pesca, devidamente sinalizada, a cerca de 20/30 metros da rebentação quando as mesmas só podem estar, no mínimo, a um quarto de milha, cerca de 300 metros. Toca de voltar para casa! 😠


No dia seguinte a ondulação era um pouco mais forte e de outro quadrante, o que poderia originar o desassoreamento do pesqueiro, mas mesmo assim arrisquei e fui fazer umas pedradas.
Foram só precisos dois lançamentos com as três canas para perceber que as pedras estavam de boca aberta e que o material perdido não compensava o peixe apanhado pelo que não me fiz velho, arrumei a trouxa e levantei ferro!

Há por ai uns pescarretas que na terra deles escondem os pesqueiros ao máximo mas na terra dos outros expõem tudo e mais alguma coisa dando azo a situações como a da foto em que outros pescarretas vão dormir para o pesqueiro com as canas montadas, sem pescar, a ocupar o lugar. Tomem masé juízo!


Comidas & Petiscos





#Daiwa Sky Caster 33-425 #Shimano Super Aero Surf Leader Ci4+ 35 Ultra Thin Line Spec #MV Spools Japan Style Type 4 e Type 2 #Asari Akira Surf 0,25 #Yuki Kenta 0,185 #Gosen Taper Line 2-8 #Beach Bomb 165g #Sunline Basic FC 4 #Hayabusa FKS130 1 #Borracheira #Bibi #Parchal


#2xDaiwa Sky Caster AGS 33-425 #2xShimano Super Aero Fliegen Ultra Thin Line Spec #MV Spools Japan Style Type 4 e Type 2#Asari Akira Surf 0,25 #Yuki Kenta 0,185 #Gosen Taper Line 2-8 #Beach Bomb 145g #Sunline Basic FC 4 #Hayabusa FKS130 1 #Borracheira #Bibi #Parchal


Haja saúde e tudo a correr bem! 😉👍

terça-feira, 7 de maio de 2019

Passeio pelo laredo.


Boas pessoal!!!


Pois é, tenho andado afastado das lides, não tenho tido tempo e o pouco que tenho não tenho tido muita vontade confesso e o facto de ter o carro no estaleiro e ter que andar com o da patroa não me agrada muito, no nosso andamos á vontade e a cheirar a peixe que não faz mal... vocês sabem como é!!

Mas este fim de semana lá o bicho me mordeu e a vontade veio ao de cima, e assim foi, na noite de sábado e apesar do vento que se fazia sentir la decidi ir e bem, o mar estava de feição e o vento "lá em baixo" era quase nenhum, corricar aos nossos amigos Labrax nas duas primeiras horas de enchente.
Foi noite de apanhar umas quantas pedras, estavam malinas 😅 mas ao primeiro lançamento no 3º spot veio este menino, nada de recordes mas já deu para fazer o gostinho ao dedo, pelo caminho ainda tropecei neste polveco.


No dia seguinte e como estava com a pica, fui aproveitar a maré e dar um passeio para uns laredos mais a Sul e fazer uma chumbica pelos buracos.
Vieram mais estes 3 Sargos, sendo o de cima um bom sargo, daquela bitola que nos começa a entusiasmar!!



Venham melhores dias e com mais capturas "daquelas" 😀



Saúdinha da boa e bons lances 👍

Ruben


segunda-feira, 6 de maio de 2019

Marés das Super Luas

Boas malta,

Antigamente haviam as marés grandes ou vivas, como a Maré do Ouriço, que coincide com o Carnaval, ou a Maré do Mexilhão, que coincide com a Páscoa. Agora descobriram que essas marés são as Marés das Super Luas. Enfim...modernices!
Numa dessas marés aproveitei para ir apanhar uns perceves para comer em família. O mar tinha uma grande embalagem mas como as marés vazavam muito, o mar partia por fora, vinha espraiando e morria na pedra, o que permitiu a apanha dumas belas unhas.



Noutra maré também aproveitei para apanhar uns lingueirões para o petisco. Desta vez fui ao candeio pois durante o dia não havia condições para a apanha.


Apesar de serem apanhados com sal e não conterem areia gosto sempre de os deixar de molho em água salgada durante uma horita para limpar algumas impurezas que possam conter.
Não se esqueçam, sempre que forem ao lingueirão tragam as vasilhas do sal e deitem no lixo, se possível na reciclagem (ecoponto amarelo). A natureza agradece! 👍


Comidas & Petiscos



Lingueirão à Bulhão Pato e Arroz de Lingueirão com Sargo frito



#Arrilhada #Bornel #Sal 

Haja saúde e tudo a correr bem! 😉👍